Resumo
Simpósio Nacional de Inventário Florestal


APRESENTAÇÃO

Os inventários florestais nacionais visam contribuir para a gestão eficiente de recursos florestais, uma vez que geram informações acuradas e atualizadas sobre as florestas naturais e plantadas e sua relação com os recursos ambientais associados, em nível estratégico. Assim, fornecem subsídios para políticas públicas fundamentais para o uso e conservação de nossas florestas. No Brasil, o Inventário Florestal Nacional (IFN), atualmente em fase de implementação, é coordenado pelo Serviço Florestal Brasileiro (SFB), em cooperação com os estados e diversas instituições e faz parte do Sistema Nacional de Informações Florestais (Snif).

Uma das estratégias do SFB para a comunicação de resultados e compartilhamento de atividades é a realização de eventos técnico-científicos relacionados ao tema. No ano de 2012 foi realizado, em Natal (Rio Grande do Norte), o I Simpósio Nacional de Inventário Florestal, que obteve grande êxito no intercâmbio de experiências.

O II Simpósio Nacional de Inventário Florestal foi realizado em Curitiba, em 2013, oportunidade em que pesquisadores, acadêmicos e representantes do setor público e privado discutiram atualidades e perspectivas para a área. Em 2014, Manaus foi a cidade escolhida para sediar o IV Simpósio Nacional de Inventário Florestal. Este ano, IV edição do evento ocorrerá em Goiânia, GO.

Considerando-se a extensão territorial do país e tantas outras experiências em desenvolvimento, a partir da segunda edição, o evento não se restringiu apenas ao contexto do IFN, mas contemplou também outras iniciativas e projetos relacionados a inventários florestais. O evento reúne pesquisadores nacionais e internacionais, acadêmicos e representantes do setor público e privado com o objetivo de compartilhar informações, discutir atualidades, perspectivas e viabilizar um canal para troca de experiências sobre inventários florestais no Brasil e em outros países, além de atualizar os participantes sobre o andamento e as estratégias de implementação do primeiro ciclo do IFN no país.

A partir da segunda edição do evento, tivemos a abertura da participação voluntária com a submissão de trabalhos científicos, a organização de sessões temáticas paralelas, a realização de concurso de fotos e a disponibilização dos anais do evento.

Raimundo Deusdará Filho
Diretor Geral Substituto do Serviço Florestal Brasileiro